segunda-feira, 13 de março de 2017

Caminhada no Cabo Espichel

Ontem, sábado, participei numa caminhada no Cabo Espichel, organizada pela junta de freguesia do Castelo, em Sesimbra, para comemorar o dia internacional da mulher, o tempo ajudou com um dia de sol e temperatura amena.  E assim foi, a primeira paragem seria o Farol, e incluía a visita ao mesmo.


A caminho.


Quase lá.


Com o número de inscritas excedeu as expetativas,  a visita  completa ao farol não pode ser efetuada, apenas visitámos o piso térreo onde se encontram expostos vários objetos utilizados no farol ao longo dos anos, aqui,  algumas das peças.



De qualquer modo, foi bastante interessante, quero lá voltar brevemente, para uma visita mais completa. As visitas efetuam-se às quartas- feiras da parte da tarde, de 45 em 45 minutos, se a porta se encontrar encerrada é porque está a decorrer uma visita, visitas ao fim de semana, terão de ser pedidas ao faroleiro de serviço na altura.
No espaço exterior do farol, fomos brindadas com um divertido momento musical.


Novamente a caminho,  desta vez para observar as pegadas da Pedra da Mua.


Paisagem pelo caminho.


Chegadas à Pedra da Mua.




A Pedra da Mua.


Tempo para observar.




E foi hora de regressar  à base, à nossa espera mais um pouco de música.


Toca a juntar para a foto de grupo na escadaria da Casa da Água


Todas tiveram ainda direito a um doce da região, "farinha torrada".


Assim chegou ao fim uma manhã muito bem passada, de convívio e alegria, num local onde a natureza nos oferece uma paisagem deslumbrante. Que bem  me fez este passeio.

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

Pequenas coisas

Faz algum tempo que não coloco aqui nada, aliás, desde o ano passado, então aqui vai.
Estas fotos tirei para postar na altura do Natal, entretanto ficaram esquecidas, chegam agora em altura de carnaval, mas, mais vale tarde do que nunca.


Comprei esta fronha de flanela num mercado pelo o valor de um euro, nunca enfeito o quarto no Natal, lembrei-me então de lhe dar um toque de vermelho que é a minha cor preferida no Natal. Recortei um coração em feltro e preguei-o na fronha com um pesponto em linha vermelha e ficou feita a obra.


Aproveito para mostrar uns puxadores da Zara Home que guardei durante meses à espera que o marido os colocasse, pois era necessário fazer furos na madeira, ele preferia os antigos de ferro por isso tinha pouca vontade, mas lá se decidiu.


Aproveitei a maré e troquei também os candeeiros da mesa de cabeceira por estes bem mais práticos que comprei no Ikeia muito baratos, os anteriores dei-lhes outra utilização, coloquei ainda estas quatro molduras que decorei com tecidos, as anteriores eram duas telas, levei-as  para o quarto que temos na casa de campo dos meus sogros e que também precisa de mimos.


Aqui ficou um deles, nesta secretária não existia nenhum.


A secretária está ainda em modo restauro, já visitou todas as divisões, agora estacionou no quarto.


A cadeira teve direito uma roupa nova, a de origem era lisa de cor beje e já estava meio estragada, além do fundo e costas, fiz também uma fronha e coloquei numa almofada, ficou um assento mais catita.
E foram as  pequenas alterações que fiz no quarto no final do passado ano, pequenas coisas que me trazem uma lufada de ar fresco e que gosto tanto.

sábado, 24 de dezembro de 2016

Mimos

Recebi ontem cá em casa o miminho que me calhou no passatempo "mesas de consoada", organizado pela Lulu do blog http://walkingonsunshinefnc.blogspot.com/.


Além dos mimos que já conheciam, vinha acompanhado de um postal de Natal escrito com todo o carinho.


E não posso deixar de vos mostrar o pormenor da embalagem exterior, empenho e dedicação nas pequenas coisas.


Muito obrigada  Lulu por nos proporcionares esta brincadeira tão gira, adorei participar e claro adorei este mimo que me calhou, bem hajas.



terça-feira, 20 de dezembro de 2016

Boas Festas

Desejo a todos um Natal muito feliz e um Novo Ano com mais paz , amor e compaixão no mundo.

segunda-feira, 19 de dezembro de 2016

Natal 2016

Finalmente é  Natal por aqui. Apesar dos enfeites serem os mesmos dos anos anteriores, eu continuo a gostar de tudo, sendo que a única coisa que comprei este ano foram velas,  todos os anos adoro abrir a caixa mágica que contém os enfeites, este ano foi ainda melhor, pois tive a ajuda da pequena princesa.


Ando a tentar cada vez mais evitar o consumismo, a caixa que ali está, têm  todas as prendas que comprámos, livros para as crianças da família, além destas, apenas comprámos uma bicicleta para a princesa, mas foi adquirida no olx por menos de metade do preço e está mesmo nova, já lha demos e já está a utilizá-la, para que não fique inundada de presentes de uma só vez.


Saíram do armário almofadas e mantas mais acolhedoras, já não era sem tempo.


O chá com cheiro a Natal ainda sabe melhor.


Ainda em modo saudável, enquanto não chega a doçaria,  laranjas, romãs, diospiros, das nossas árvores, tudo bio.


Já cá temos os copinhos em barro para a tradicional ginjinha antes da ceia de Natal, moro no concelho do Barreiro, como tal saímos à rua na véspera de Natal para nos juntarmos a muitos no centro da cidade, este ano até o presidente da república já referiu que também quer marcar presença neste tradicional convívio.
Vou ter casa cheia, mas deixo a mesa posta e tudo orientado, estará cá a minha sogrinha que tratará de ligar o forno na hora combinada.


O mini presépio, que para nós representa a família.
Agora sim já parece Natal cá em casa.