quarta-feira, 31 de maio de 2017

Molduras

Estava a ver que ainda não era este mês que postava aqui alguma coisa, não tenho tido muita disponibilidade, mas arranjei um tempinho para esta pequena brincadeira. Os meus sogros estão a ficar velhotes e temos de ser nós a cuidar da casa de campo que têm na província, então decidi levar algumas coisas para lhe ir dando um ar mais descontraído, foi a caso destas molduras que adquiri por 1 € para o espaço que estamos a preparar para ser o quarto da neta.


Aproveitei um pedaço de tecido que sobrou da alteração de uma capa de edredão de casal para solteiro, e fiz a festa.


Retirei-lhe o suporte que costumam trazer para colocar a moldura em pé e coloquei-lhe uns ganchinhos para poder pendurá-las na parede


Mas a filha ao vê-las cobiçou-as para ficarem em sua casa  no  quarto da princesa, tive então de voltar a comprar outras molduras de 1 €,  já só encontrei estas mais escuras.


Fiz da mesma maneira mas escolhendo outra parte do tecido. Estou desejosa de os colocar, foi um trabalho super fácil mas gostei bastante do resultado.




segunda-feira, 13 de março de 2017

Caminhada no Cabo Espichel

Ontem, sábado, participei numa caminhada no Cabo Espichel, organizada pela junta de freguesia do Castelo, em Sesimbra, para comemorar o dia internacional da mulher, o tempo ajudou com um dia de sol e temperatura amena.  E assim foi, a primeira paragem seria o Farol, e incluía a visita ao mesmo.


A caminho.


Quase lá.


Com o número de inscritas excedeu as expetativas,  a visita  completa ao farol não pode ser efetuada, apenas visitámos o piso térreo onde se encontram expostos vários objetos utilizados no farol ao longo dos anos, aqui,  algumas das peças.



De qualquer modo, foi bastante interessante, quero lá voltar brevemente, para uma visita mais completa. As visitas efetuam-se às quartas- feiras da parte da tarde, de 45 em 45 minutos, se a porta se encontrar encerrada é porque está a decorrer uma visita, visitas ao fim de semana, terão de ser pedidas ao faroleiro de serviço na altura.
No espaço exterior do farol, fomos brindadas com um divertido momento musical.


Novamente a caminho,  desta vez para observar as pegadas da Pedra da Mua.


Paisagem pelo caminho.


Chegadas à Pedra da Mua.




A Pedra da Mua.


Tempo para observar.




E foi hora de regressar  à base, à nossa espera mais um pouco de música.


Toca a juntar para a foto de grupo na escadaria da Casa da Água


Todas tiveram ainda direito a um doce da região, "farinha torrada".


Assim chegou ao fim uma manhã muito bem passada, de convívio e alegria, num local onde a natureza nos oferece uma paisagem deslumbrante. Que bem  me fez este passeio.

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

Pequenas coisas

Faz algum tempo que não coloco aqui nada, aliás, desde o ano passado, então aqui vai.
Estas fotos tirei para postar na altura do Natal, entretanto ficaram esquecidas, chegam agora em altura de carnaval, mas, mais vale tarde do que nunca.


Comprei esta fronha de flanela num mercado pelo o valor de um euro, nunca enfeito o quarto no Natal, lembrei-me então de lhe dar um toque de vermelho que é a minha cor preferida no Natal. Recortei um coração em feltro e preguei-o na fronha com um pesponto em linha vermelha e ficou feita a obra.


Aproveito para mostrar uns puxadores da Zara Home que guardei durante meses à espera que o marido os colocasse, pois era necessário fazer furos na madeira, ele preferia os antigos de ferro por isso tinha pouca vontade, mas lá se decidiu.


Aproveitei a maré e troquei também os candeeiros da mesa de cabeceira por estes bem mais práticos que comprei no Ikeia muito baratos, os anteriores dei-lhes outra utilização, coloquei ainda estas quatro molduras que decorei com tecidos, as anteriores eram duas telas, levei-as  para o quarto que temos na casa de campo dos meus sogros e que também precisa de mimos.


Aqui ficou um deles, nesta secretária não existia nenhum.


A secretária está ainda em modo restauro, já visitou todas as divisões, agora estacionou no quarto.


A cadeira teve direito uma roupa nova, a de origem era lisa de cor beje e já estava meio estragada, além do fundo e costas, fiz também uma fronha e coloquei numa almofada, ficou um assento mais catita.
E foram as  pequenas alterações que fiz no quarto no final do passado ano, pequenas coisas que me trazem uma lufada de ar fresco e que gosto tanto.